Enquanto a maioria dos brasileiros comuns rebola para manter em dia suas contas e ainda levar alguma mistura para a alimentação da sua família.

O deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) vive em um verdadeiro mar de rosas com seus mais de 11 mil Reais de aposentadoria, mais, o singelo salário de R$ 33.763,00. Ao todo, o poderoso presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), recebe mensalmente dos cofres públicos nada mais nada menos do R$ 44.973,08.

Não seria nada mais justo, se o mesmo trabalhador do campo, tão defendido por Bezerra, não estivesse aflito com a proposta do governo de reforma da Previdência, que, se aprovada, estabelecerá uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria e exigirá 49 anos de contribuição para alguém receber o teto (R$ 5,5 mil) pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O teto neste caso é o dobro do que Bezerra recebe hoje de aposentadoria por apenas quatro anos de mandato como governador.

Leia também:  Bezerra diz que se sente um "guri"

Há quem diga que a lei da Tensão Pré-menstrual (TPM), que concede três dias de licença remuneradas as mulheres que estão naqueles dias, proposta por Bezerra, vão fazer boa parte da população brasileira, inclusive, os homens, ficarem de TPM caso o deputado pantaneiro vote a favor da reforma previdenciária.

Neste caso caberia como uma luva o velho ditado, “Faça o que eu mando, mas não faça o que faço”, que poderia ser traduzido para: Se aposente aos 49 anos de contribuição, que eu me aposento com quatro anos bocó.

EM TEMPO

Bezerra deixou o Palácio Paiaguás em 1990, aos 49 anos e logo em seguida conseguiu a aposentadoria como governador.

Leia também:  STF arquiva denúncia contra Pedro Taques

OUTRA LADO

A assessoria do deputado Carlos Bezerra enviou uma nota sobre o caso afirmando que o salário do parlamentar é menor do que o divulgado pela mídia. Confira na íntegra:

O deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), em nota divulgada por sua assessoria de Imprensa, afirma que são inverídicas as notícias de que ele recebe R$45 mil por mês, com aposentadoria e salário.

Diz a nota: “Trata-se de um equívoco que precisa ser reparado. Não é verdade que o deputado federal Carlos Bezerra recebe R$33,763 mil de salário na Câmara Federal e outros R$11.597,08 referentes a aposentadoria de ex-governador.

Conforme a Constituição Federal, se nenhum servidor público pode receber salário superior aos vencimentos de um ministro do Supremo Tribunal Federal, o deputado Carlos Bezerra, naturalmente, não poderia estar recebendo o correspondente a R$45.297 mil, como traz a imprensa.

O salário bruto de um deputado federal é de R$ 33.763,00 e assim vem no contracheque do deputado Bezerra, com abatimento de R$ 12.294,32 (justificado pela Câmara conforme o Art. 37 da Constituição Federal), o que reduz o salário para R$21.469,32.

Portanto, R$ 21.469,32 de salário da Câmara, mais R$11.597,08 referente a aposentadoria de ex-governador dá um total de R$33.066,40 valor este abaixo do limite constitucional.

Desde que foi proferida a decisão judicial do teto constitucional, a Câmara procedeu o corte no salário do deputado Bezerra, cujo valor, somado ao da aposentadoria de ex-governador, atende ao princípio estabelecido na Constituição Federal.

Diante da realidade dos fatos, e dos números, o deputado Carlos Bezerra decidiu manifestar-se para que prevaleça a verdade.”

 

Leia também:  Grupo deve pressionar Pátio por cargos melhores
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.