Em Rondonópolis, aproximamente 75 alunos divididos em cinco salas do ensino médio da Escola Estadual Silvestre Gomes, passam a estudar em tempo integral. Com essa reforma do ensino, os estudantes além de terem as aulas com carga horário da base nacional comum, terão outras aulas de acordo com o interesse de cada um, chamado “clubes de interesses”.

Nessa nova “versão” do ensino médio, os alunos terão 60% da carga horária com conteúdo obrigatório como: Português, matemática, inglês, artes, educação física, filosofia e sociologia. Já os 40% restantes, cada indivíduo poderá escolher conteúdos entre linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e sociais aplicadas, formação técnica e profissional.

Maria Gomes de Moraes diretora da Escola Silvestre - Foto: Varlei Cordova - AgoraMT
Maria Gomes de Moraes diretora da Escola Silvestre – Foto: Varlei Cordova – AgoraMT

Para a diretora da escola Maria Gomes de Moraes: “Os professores estão sendo qualificados para atender os alunos da melhor forma possível e eu creio que o ensino médio de tempo integral veio para revolucionar o ensino no Brasil, dando maior oportunidade para o jovem. ”

Advertisements
Leia também:  Novos semáforos visam garantir mais segurança e melhor fluxo no trânsito

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.