Imagem: prefeita de calais proibe alimentação para refugiados
Matt Dunham/AP

A prefeita de Calais, na França, proibiu a distribuição voluntária de alimentos para imigrantes em decreto assinado nesta quinta-feira, três meses após a desativação da ‘Selva’, acampamento que abrigava milhares de pessoas.

Natacha Bouchart afirmou que a medida faz parte de uma campanha para evitar que um novo campo de refugiados seja estabelecido na cidade portuária francesa.

O decreto de Bouchart, do partido de centro-direita Os Republicanos, diz que a “presença regular e persistente de pessoas distribuindo refeições a imigrantes” na área onde existia o acampamento de refugiados representa uma ameaça à paz e segurança do local.

Voluntários que distribuem alimentos afirmam que estão oferecendo refeições de forma, escondidos da polícia, segundo o jornal britânico The Guardian. Sarah Arrom, que ajuda imigrantes há quatro meses, contou que a polícia usou gás lacrimogênio para evitar que seu grupo distribuísse café da manhã a trinta adolescentes imigrantes na periferia da cidade.

Leia também:  O ex-executivo do Facebook larga tudo e prepara refúgio em ilha para sobreviver a 'apocalipse tecnológico'
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.