Dois membros do Comando Vermelho em Mato Grosso foram denunciados pelo Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), por promoverem a entrada de aparelhos celulares na Penitenciária Central do Estado com a utilização de drone. Os acusados, Thiago Antonio Leite Pinheiro e Ricardo de Barros Del Barco Junior, também vão responder por integrarem organização criminosa.

Consta na denúncia, que o fato ocorreu no dia 10 de fevereiro deste ano, no período da tarde. Na ocasião, os denunciados foram flagrados no interior de um veículo modelo Gol, nas redondezas da penitenciária, na posse de um drone que minutos antes foi visto saindo das dependências do estabelecimento prisional. Junto com o equipamento, foram encontrados mais cinco celulares embalados em fita adesiva.

Leia também:  Dupla é presa por porte ilegal de arma e suspeita de roubo em Rondonópolis

No momento do flagrante, conforme o Gaeco, um dos acusados revelou que o drone já havia levado outros três celulares para o interior da PCE. Foram encontrados, em sua residência, 15 carregadores da marca LG, contudo, os aparelhos celulares já não estavam no local.

Em diligências posteriores, a polícia identificou como destinatário dos aparelhos celulares, o detento Jonas Souza Gonçalves Júnior, que inclusive já havia sido denunciado por ser integrante do Comando Vermelho em Mato Grosso.

Conforme o Gaeco, o flagrante ocorrido nas proximidades da Penitenciária Central do Estado foi possível graças a informações previamente recebidas pela diretoria da PCE de que membros da organização criminosa ingressariam com aparelhos celulares na referida unidade prisional com a utilização de veículo aéreo não tripulado.

Leia também:  Casal de idosos é feito refém durante assalto a comércio e suspeitos são detidos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.