Imagem: Governo
Fotos: Assessoria

O governador Pedro Taques anunciou nesta quinta-feira (16) que irá assinar, nos próximos dias, a autorização para a realização do concurso público para a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc). A declaração foi feita durante a inauguração da Escola Estadual Filogônio Corrêa, no Distrito de Nossa Senhora da Guia, em Cuiabá. Ao todo serão 5.748 vagas, entre todos os níveis de formação.

Após a publicação da autorização, será dado início ao processo de contratação da instituição que realizará o certame. Também caberá à vencedora a elaboração e divulgação do edital do concurso.

De acordo com Taques, a iniciativa servirá para dar estabilidade e tranquilidade aos profissionais que hoje são contratados temporariamente.

“Nós podemos construir escolas bonitas como essa, porém, sem professor não vamos mudar a Educação em Mato Grosso. A Educação precisa ser melhorada por meio dos educadores e de todos os profissionais da área”, enfatizou Taques, destacando que assina a autorização até a próxima segunda-feira (20).

Leia também:  Faixas de pedestres em 3D são criadas para 'forçar' parada de motoristas em Primavera

Serão ofertadas 3.324 vagas para professor (nível superior) da Educação Básica, 928 para técnico administrativo (nível médio) e 1.496 para apoio administrativo (nível fundamental). Para o cargo de professor, a carga horária definida será de 30 horas semanais, atendendo a pedido do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Mato Grosso (Sintep-MT).

Com a realização do concurso, o Governo cumpre o compromisso firmado com os trabalhadores da Educação, no ano passado.

No orçamento da Seduc para este ano já está assegurado o valor de R$ 5,9 milhões para contratação, por meio de licitação, da empresa que deverá realizar o processo seletivo.

Plano de Governo

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, a realização do concurso público é um compromisso firmado no Plano de Governo do governador Pedro Taques, que está sendo cumprido à risca.

Leia também:  Setor varejista prevê melhor Natal em 4 anos

“As transformações que visam à melhoria dos índices educacionais exigem a composição de um quadro fixo de docentes e consequente redução da alta rotatividade de professores contratados. A Seduc busca, desta forma, fortalecer e valorizar a formação continuada dos educadores e atender às demandas da comunidade escolar com mais eficiência”, garante Marrafon.

Conforme o secretário, a expectativa é de dar início à nomeação dos aprovados ainda no decorrer deste ano.

Hoje, a Seduc possui 40 mil servidores, sendo que 22,9 mil são professores. Destes, 9.231 são efetivos e 13.733 contratados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.