Imagem: guarda civil se suicida após matar mulher
Reprodução/Record TV

Um Guarda Civil Metropolitano matou a mulher e depois cometeu suicídio por volta das 23h30 desta segunda-feira (13), em Barueri, região metropolitana de São Paulo.

O GCM Ronaldo Ferreira dos Santos, de 40 anos, e a professora Marineide Ferreira, de 35 anos, moravam juntos há mais de uma década e tinham um filho de cinco anos. Marineide tinha acabado de sair da casa dos pais, onde deixou seu filho, quando o crime aconteceu.

Vizinhos relataram que ouviram ao menos cinco tiros e, ao entrarem na casa, viram Marineide caída na cozinha e o homem a poucos metros dela, caído no chão da sala. Ao lado dele estava a arma usada no crime, que foi apreendida para perícia.

Leia também:  Criança de 3 anos morre com tiro na cabeça ao pegar arma em gaveta para brincar

O homem era guarda em Santana do Parnaíba, cidade vizinha, e Marineide dava aulas em Osasco, também na grande São Paulo. O casal era bem reservado e o motivo do crime segue desconhecido. O caso foi registrado na Delegacia de Barueri.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.