Antes mesmo de qualquer sinalização para implantação do Uber e outros sites e aplicativos de transporte remunerado em Rondonópolis o vereador João Mototaxi (PSL) já pretende, através de um Projeto de Lei, proibir o uso desse aplicativo em Rondonópolis.

No Projeto ele proíbe o uso de carros ou motos particulares cadastrados em aplicativos ou sites para o transporte remunerado, coletivo ou individual de passageiros no município.

O vereador afirmou que é muito perigoso para a população já que são usados carros particulares, além disso ele salientou que os taxistas e mototaxistas pagam impostos para serem cadastrados no Setrat e prestar serviços de transporte no município.

UBER

O Uber é um aplicativo para pedir carros com motoristas, que funcionam de maneira similar ao táxi. Ele Já opera em várias cidades no Brasil.

Leia também:  Sebastião Rezende pede esclarecimentos à Energisa sobre a qualidade dos serviços prestados

O usuário pede o táxi e paga a corrida direto no aplicativo por meio do cartão de crédito – o pagamento em dinheiro só está disponível em algumas cidades. É possível escolher entre o UberX, que tem tarifas mais baratas, Uber Black, com carros sedãs médios, e Uber Pool, que permite compartilhar as corridas com mais passageiros identificados pelo app. Além disso, ele ainda apresenta preços mais baratos e diversos códigos promocionais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.