Imagem: Adolescente é acusado por estupro e queimado por população
Foto/ Divulgação

Um adolescente de 16 anos foi queimado vivo por uma multidão revoltada em uma localidade do sudoeste da Bolívia depois de ser acusado de ter estuprado uma menina de 7 anos.

O caso aconteceu, em Toro Toro, no departamento andino de Potosí. Uma multidão invadiu a delegacia, onde o agressor estava sendo interrogado.

A multidão pegou o acusado e ateou fogo a ele na porta da delegacia, segundo contou o delegado à TV local.

Segundo a fonte, os médicos não conseguiram salvar o adolescente acusado de estupro e que foi punido, segundo as pessoas envolvidas, pela “justiça comunitária”.

Advertisements
Leia também:  Médicos brasileiros são acusados de receber propina de fabricante de prótese dos EUA

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.