Imagem: até o momento foi confirmado 75 mortos, 263 feridos, 20 desaparecidos e 100 mil desabrigados Foto: Reprodução
até o momento foi confirmado 75 mortos, 263 feridos, 20 desaparecidos e 100 mil desabrigados Foto: Reprodução

Uma nova frente fria prevista para a região dos Andes no Peru ameaça agravar as consequências das inundações que atingiram o país nas últimas semanas, que já deixaram 75 mortos, 263 feridos, 20 desaparecidos e 100 mil desabrigados, segundo os últimos dados oficiais.

O Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Senhamhi) anunciou em sua previsão mais recente que as chuvas vão se intensificar durante a próxima semana, especialmente nas regiões da costa norte do Peru, que foram as mais golpeadas pelos temporais nos últimos dias.

“Lamentavelmente, nos espera uma semana complicada. É muito provável que sigamos tendo deslizamentos de terra”, advertiu no domingo 19 o presidente do Conselho de Ministros do Peru, Fernando Zavala.

Leia também:  Itália investiga roubo de relíquias com sangue do Papa João Paulo II

Os meteorologistas preveem descargas elétricas e chuvas intensas, de até 150 litros diários por metro quadrado entre domingo e quinta-feira. As regiões mais afetadas serão de Tumbes, Piura, Lambayeque e La Libertad, que juntas somam 64 mil desabrigados e 360 afetados.

Imagem: Os meteorologistas preveem descargas elétricas e chuvas intensas Foto: Reprodução
Os meteorologistas preveem descargas elétricas e chuvas intensas Foto: Reprodução

A previsão também anuncia chuvas de até 30 litros diários por metro quadrado entre terça-feira e quinta em Áncash, Lima e Ica, onde se registram em conjunto 26 mil desabrigados e 136 mil afetados.

Diante deste prognóstico, o Ministério da Educação cancelou as aulas em Lima até pelo menos quarta-feira. Na cidade, há diversas regiões que estão até três dias sem água, já que a queda de escombros sobre o Rio Rímac, que abastece a capital peruana, impede o processamento e o tratamento hídrico.

Leia também:  Ex-gerente é preso por fraude que desviou mais de R$ 10 milhões do Banco do Brasil

As inundações são causadas pelo atípico fenômeno climatológico El Niño, que esquenta a superfície do litoral peruano e provoca intensas e incomuns chuvas em sua costa, levando ao transbordamento de rios e deslizamentos de terras.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.