Imagem: hospital(1)
Foto: Reprodução

Em reunião com o prefeito de Nortelândia, Jossimar José Fernandes, nesta terça-feira (07) o governador Pedro Taques garantiu a continuidade dos repasses para o Hospital e Maternidade Nossa Senhora Santana, localizado no município e que é responsável pelo atendimento de moradores e também da população de outros cinco municípios circunvizinhos.

Mensalmente o hospital recebe o aporte de R$ 140 mil e faz em média cinco mil atendimentos de urgência e emergência, cardiologia, raio X, ginecologia, obstetrícia; entre outras especialidades.

“Vamos fazer um cronograma, concluir o estudo técnico elaborado pela Secretaria de Saúde que vai ser comparado com o estudo técnico feito com outros quatro municípios, para que possamos continuar e assinar a nova portaria. A próxima reunião será na região para mostrar a importância do nosso governo na Saúde”, salientou o governador.

Leia também:  Governo entrega cartão Pró-família e paga cofinanciamento social em Alta Floresta

De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, João Batista, um novo estudo de todos os hospitais de pequeno porte que recebem recursos financeiros do Estado está sendo elaborado de forma que não prejudique os atendimentos à população.

“Nortelândia não faz parte deste grupo e continuará recebendo o repasse. Aqueles municípios em que seus hospitais atendem apenas e tão somente os seus munícipes de uma forma precária, já estão sendo identificados pela nossa equipe para diminuir o repasse, porque o nosso trabalho principal é com a regionalização, descentralização do serviço de saúde”, explicou o secretário.

Satisfeito com a confirmação do governador, o prefeito de Nortelândia falou sobre a importância da unidade que é considerada referência e também fez questão de agradecer a manutenção do convênio.

Leia também:  Sinfra pavimenta MT-336 e leva asfalto para Santo Antônio do Leste

“Viemos com uma angústia muito grande, mas saímos daqui aliviados. Queremos agradecer ao governador, pois ele detém o poder da caneta e foi favorável a nossa solicitação. Tínhamos uma grande preocupação de que essa transferência não fosse mais realizada a partir de fevereiro deste ano, quando terminou o contrato de repasse”, afirmou o prefeito.

Também acompanharam a reunião o secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, secretários municipais, vereadores, secretários, deputados e prefeitos dos municípios de Santo Afonso, Arenápolis, Nova Marilândia, Alto Paraguai, Nova Maringá.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.