Imagem: Paciente oncologia    CaravanaNa primeira consulta com um especialista em câncer, veio o diagnóstico: câncer de pele em estágio inicial. Valdeci Marin Mazeti, aos 55 anos, não esconde o receio de que seja algo sério, mas logo é confortado pelo médico que explica que ele fará mais alguns exames, e já terá a cirurgia marcada o mais breve possível no Hospital Regional de Cáceres. Ele foi apenas um dos 103 pacientes consultados no atendimento de oncologia oferecido durante a 5ª Caravana da Transformação, em São José dos Quatro Marcos.

O atendimento é uma parceria com o Hospital Regional de Cáceres. Além das consultas, foram realizados 77 procedimentos simples durante todo o “Dia D” (10) no Posto de Saúde da Família (PSF), no Jardim Bela Vista.

Leia também:  Aumenta consumo de combustíveis em MT

“Nunca fui atrás, e pensei que era bom aproveitar essa oportunidade pra consultar. Bom que  no começo, e agora é só tratar”, conta. Ele aproveitou a oportunidade e fez também o exame preventivo de câncer de próstata. O teste de sangue é feito para conferir os níveis de PSA (Antígeno Prostático Específico), e aponta alterações até no nível inicial da doença. O resultado sai em duas semanas.

No seu caso, além da pele avermelhada pela exposição ao sol, típica da sua profissão de pedreiro, o que o levou ao posto de saúde foi ter notado uma mancha vermelha no nariz com aspecto diferente. A mancha se tornou uma ferida que não cicatriza, e a suspeita veio principalmente porque a marca estava dolorida, completa o paciente.

Leia também:  Mais de 2 mil pessoas recebem chave da casa própria em Primavera

“Há pessoas que estão aqui, que têm suspeita da doença mas, por uma série de razões, acaba não procurando os serviços de saúde. Com a Caravana, o posto de saúde veio até eles”, explica Carlos Amilton Duarte Cordeiro, coordenador administrativo do Centro Oncológico do Hospital Regional de Cáceres.

As duas variáveis de câncer que mais matam são os de mama, e de próstata, e ambos podem ser tratados no Centro Oncológico de Cáceres.

Atendimentos

Ao todo, foram 180 atendimentos em oncologia realizados pela Caravana da Transformação, sendo 103 consultas e 77 procedimentos cirúrgicos. Coleta de material de exame de colo de útero, pedidos de exame de mamografia, fizeram parte dos atendimentos.

Leia também:  MT | Número de consumidores inadimplentes registrou aumento de 1,74% em outubro

Conforme o Dr. Eduardo Marques Lima, oncologista responsável pelo mutirão, foram atendidos vários perfis de pacientes, desde os que já têm a doença diagnosticada, aos que vieram com suspeita de câncer. Após a avaliação, é feito o pedido do exame, e o resultado é encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde.

Para dar continuidade ao tratamento, o Hospital entra em contato com o paciente para marcar a cirurgia, ou o retorno, que acontece em Cáceres. Lima é especialista em vídeo cirurgia, pelo Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, e fez residência médica em Cirurgia Geral e Cancerologia Cirúrgica, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.