Imagem: máscara2017 ainda está nos seus primeiros meses, mas já existe um produto de beleza que é o mais buscado no mercado (e no Google): a máscara facial. Queridinha das mulheres (e homens!) coreanas, este produto promete melhorar a pele, desobstruir poros, ajudar com a oleosidade… As funções são praticamente infinitas.

Segundo o dermatologista José Carlos Gomes Jr, da Clínica Amitá de São Paulo, o objetivo dessas máscaras faciais é oferecer para pele uma série de princípios ativos em uma versão mais concentrada, e, portanto, um benefício maior em menos tempo.

“Elas também são muito utilizadas como complemento de vários tratamentos dermatológicos, por isso que existem no mercado tipos variados de máscaras como anti-anging, detox, hidratante, clareadora, calmante, limpeza profunda e outras”, diz o médico.

Leia também:  Casacos com estampas e shapes militares estão com tudo

COMO FUNCIONA

As máscaras faciais, como foi explicado nos parágrafos acima, contam com princípios ativos em altas quantidades – como o mel ou o óleo de rosas –, e a absorção é feita de forma mais rápida por causa da oclusão. Isso significa que esses produtos deixam a pele coberta por completo por esses nutrientes, e ela se sente mais propícia a absorvê-los, por causa da quantidade e do tempo de permanência dessas máscaras no rosto (até 20 minutos).

De acordo com Andreia Barbosa, dermatologista da Clínica de Especialidades Integradas de São Paulo, o uso varia muito, mas ele precisa ser mais espaçado, justamente por ser uma bomba de nutrientes: “Recomendo usar as máscaras 1 a 2 vezes na semana ou a cada 15 dias. Dependerá do objetivo do tratamento”, diz ela.

Leia também:  Aprenda a fazer uma maquiagem rápida na rotina 'louca' das mães modernas | Moda e Beleza

TODO MUNDO PODE USAR?

Depende. Ambos médicos explicam que existem ressalvas para as máscaras, principalmente se você já possui alguma condição de pele séria. “Os pacientes com peles sensíveis, com rosácea ou pós-laser devem usar máscaras faciais só com orientação dermatológicas”, aconselha José Carlos.

Andreia vai além e coloca também nesse time de cuidados as mulheres que sofrem de acne ou que tem tendência à pele acneica. “As acnes são lesões inflamatórias e algumas vezes infecciosas, podendo assim haver uma irritação maior e agravamento da inflamação. Dependerá do grau de acne que se apresenta”, diz ela.

QUAL ESCOLHER?

Tudo depende do seu objetivo com o tratamento. Para peles oleosas, por exemplo, máscaras com ácido salicílico são bem indicadas, enquanto outras com própolis e melissa são boas para ajudar no controle da oleosidade.

Leia também:  Veja os 5 lugares para aplicar o iluminador
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.