Imagem: médico saúde
Foto: Reprodução/Ilustração

A direção da Santa Casa de Rondonópolis recebeu a informação de que o Governo do Estado de Mato Grosso empenhou, (mas ainda não liquidou, os valores em aberto referentes aos repasses em débito com a instituição dos meses dezembro de 2016 e janeiro de 2017), totalizando cerca de R$ 4,9 milhões.

Com tudo, a paralisação que está em andamento pode ser encerrada nos próximos dias. Com o pagamento dos plantões em atraso desde novembro de 2016, o corpo clínico do hospital parou, desde o último dia 20 de fevereiro, parte dos serviços da unidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No caso, não estão sendo realizados serviços como cirurgias eletivas (por agendamento), consultas e recebimento de pacientes referenciados, os quais são direcionados pela Central de Regulação.

Leia também:  2ª Semana da Consciência Negra acontece em Rondonópolis

De acordo com o médico e vice-diretor presidente da Santa Casa, Kemper Carlos Pereira, o valor empenhado pelo Estado de Mato Grosso para a instituição contempla tanto o custeio da média e alta complexidade como da UTI Infantil. Para que os recursos empenhados cheguem ao caixa da Prefeitura, a qual, por sua vez, paga a Santa Casa, é preciso que o Estado promova a sua liquidação, o que é esperado para os próximos dias.

Assim que esse valor empenhado for liberado para a Santa Casa, o pagamento dos médicos será possibilitado e a paralisação será encerrada de imediato. “A Prefeitura tem sido muito correta com a instituição”, avaliou Kemper, ressaltando que os problemas vêm se dando mais na esfera estadual. A intenção é que uma reunião de avaliação da situação dos médicos da instituição ocorra na próxima terça-feira (07), caso a situação não esteja regularizada até lá.

Leia também:  Procon estadual faz recomendações aos empresários

Nesta última quinta-feira(02), Kemper informou que um valor remanescente da média e alta complexidade referente a novembro de 2016, da ordem de mais de R$ 500 mil, entrou no caixa da Instituição.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.