Ser conselheiro do Tribunal de Contas de qualquer estado, da União e até de alguns municípios brasileiros é o sonho de qualquer político, isso porque além das mordomias afetas ao cargo, excelentes salários o “empregaço” é garantido até o momento de aposentadoria do sortudo que conseguiu a vaga.

Pensando em tudo isso, o deputado estadual, que alguns afirmara ter base eleitoral em Rondonópolis, Sebastião Rezende (PSC), decidiu entrar no páreo pela vaga do ex-conselheiro Humberto Bosaipo.

Na disputa com Rezende, chegaram na gente para tentar o emprego dos sonhos, o deputado tucano, Guilherme Maluf (PSDB) e o também deputado José Domingos (PSD).

Domingos foi o primeiro da fila, em seguida, e segundo Domingos, quebrando um acordo dentro da Assembleia, chegou Maluf. Por último e não menos interessado na vaguinha, chegou Rezende.

Leia também:  Nortox rebate MP e afirma ter todas as licenças

Em Rondonópolis já há quem de forma irônica está torcendo para que a vaga fique com Sebastião Rezende e argumenta, “Se ele for para o TCE pelo menos teremos na próxima eleição termos chances de eleger um deputado estadual de Rondonópolis para ocupar a vaga do dele”.

SÓ PARA ESCLARECER

Segundo o acordo entre os poderes, a vaga abaeta com a saída definitiva de Humberto Bosaipo seria de indicação da Assembleia Legislativa, por isso, a “briga” entre os três deputados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.