Senador Wellington Fagundes visita a Camara Municipal de Rondonopolis Foto: Guilherme Silveira
Senador Wellington Fagundes visita a Câmara Municipal de Rondonópolis – Foto: Guilherme Silveira

O senador Wellington Fagundes visitou a Câmara Municipal de Rondonópolis na tarde de hoje (01), para ouvir sugestões e críticas onde pretende “aproximar” o parlamento federal com o parlamento municipal, trazendo novos projetos para a cidade.

“Essa minha 1ª visita oficial a Câmara nesta gestão, vim visitar as bases, trocar ideias, ouvir críticas, sugestões e melhorar cada vez o relacionamento entre esses dois poderes”, explicou.

Nos assuntos voltados a Casa de Leis, o senador destacou que há projetos de implantar em Rondonópolis a TV e rádio Câmara como forma de dar mais transparência as ações que tramitam na Câmara. Já nos projetos voltados para a cidade Fagundes destacou a obra de travessia urbana, que é o trecho do Trevão até a região do Lourencinho.

Leia também:  Prefeitura garante pagamento à terceirizadas

Fagundes em uma conversa com o atual prefeito da cidade, José Carlos do Pátio (SD), deixou claro que ter sido relator da Lei Orçamentária Anual (LDO) no Senado Federal em 2017 foi vantajoso, já que foram liberados recursos no valor de R$ 10,5 milhões para investimentos na infraestrutura da cidade. “Rondonópolis é uma cidade que cresceu muito nos últimos anos e com isso necessita de maior infraestrutura, na questão habitacional e no atendimento para a população. Construir uma obra é uma etapa, manter essa obra é outra etapa precisa de muito investimento e recursos”, disse.

 

UFMT:

Sobre a Universidade Federal de Mato Grosso, o senador Fagundes, afirmou que é preciso dar mais estrutura para o curso de medicina. De acordo com ele já tem o Hospital Regional e a Santa Casa que dão suporte para o curso, porém que é necessário ampliar o Hospital Regional para que assim haja mais possibilidades para os alunos e consequentemente mais atendimento para a população.

Leia também:  Sérgio Moro condena o ex- gerente da Petrobrás a 15 anos e 2 meses de prisão

O senador também foi indagado sobre a questão da criação UFMT e segundo ele a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) mandou o projeto para os Ministérios e agora está na fase de análise da Câmara dos Deputados. O Ministério de Planejamento precisa enviar os dados necessários para Câmara para que depois os deputados votem e assim o projeto siga para o Senado.

“Essa criação da UFMT não demanda de muito recurso federal, a contratação de pessoal é muito pequena e não se tem grande impacto econômico, eu acredito que se pode concluir o mais rápido possível.  Quando eu falo o mais rápido possível, pode ser esse ano, ou no ano que vem. Como relator da LDO, isso eu tratei com o Presidente Michel Temer, com o ministro da Casa Civil e do Planejamento que se comprometeram comigo em sancionar o projeto, caso o Congresso Nacional aprove”, finalizou.

Leia também:  Projeto prevê que cidadãos tenham acesso à lista de imóveis da Prefeitura de Rondonópolis

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.