11 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Governador do Ceará sanciona lei para remuneração de salários de PMs e...

    Governador do Ceará sanciona lei para remuneração de salários de PMs e bombeiros

    Governador do Ceará, Camilo Santana - Foto: Reprodução
    Governador do Ceará, Camilo Santana – Foto: Reprodução

    O governador Camilo Santana (PT) sancionou lei que equipara a remuneração de policiais militares e bombeiros à média salarial do Nordeste. A concessão será parcelada em três vezes. A primeira foi liberada ontem, a segunda será em 1º/3/2018 e a terceira em 1º/12/2018. O maior reajuste é para coronéis (49%) e o menor para cabos e soldados (3,8%). O salário de coronéis passa de R$ 10.873,72 para R$ 15.300,08 ao fim do reajuste.

    A lei divide opiniões por não contemplar as patentes de base, como cabos e soldados, que, no fim de 2018, receberão reajustes de R$ 247,19 e R$ 118,93, respectivamente. Camilo Santana anunciou envio de projeto de lei que modifica os reajustes de soldados para 10,17% e o dos cabos em 14%. “O André Costa (titular da SSPDS) pediu para rever isso, as associações também. Eu botei minha equipe econômica do Governo para fazer uma avaliação para que a gente possa melhorar um pouco essas duas partes”, afirmou.

    Corpo de bombeiros e PMs - Foto: Reprodução
    Corpo de bombeiros e PMs – Foto: Reprodução

    O deputado estadual Capitão Wagner (PR) disse que a proposta não atende “de forma alguma” a categoria. “É uma tabela feita com valores de 2015 e que vai ser aplicada só em 2019”. Sobre as baixas patentes, destacou que, pelos valores previstos, soldados e cabos terão aumento de R$ 100 só em 2019.

    “No geral, (a lei) não atende ninguém, nem sequer o coronel, porque é prevista só para 2019”, disse. Segundo Wagner, a proposta representa um “desestímulo muito grande” para a categoria. (Eduarda Talicy e Carlos Mazza)