O sistema de esgotamento sanitário reflete na qualidade de vida da população e melhora significativamente a saúde pública. Em Campo Verde, os benefícios deste serviço estão sendo ampliados com a construção da nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Implantada em uma área de 134 mil metros quadrados, a estrutura tem capacidade para tratar 90 litros de esgoto por segundo e atuará com o que há de mais moderno em tecnologias voltadas para o saneamento.

A obra é executada pela Águas de Campo Verde, concessionária responsável pelos serviços de coleta e tratamento de esgoto. Na estação, o esgoto passará pelo gradeamento, desarenação e depois segue para um reator, que tem a função de retirar a matéria orgânica (tratamento biológico) e formar um subproduto de lodos e gases. O efluente, que é a parte líquida do esgoto, ainda passa por um tanque aerado e decantador secundário e só depois será devolvido a natureza sem causar poluição ou danos ambientais ao Rio das Mortes.

A ETE vai atender mais de 30 mil moradores dos bairros Campo Real I e II, Centro, Cidade Alta I e II, São Miguel, Belvedere, Bom Clima, Bela Vista, Jardim Campo Verde I e II, Conjunto Habitacional Eckert, Recanto dos Pássaros, Jardim América e Santa Rosa. O pacote de investimentos também abrange a implantação de coletores tronco, estações elevatórias, linhas de recalque, além de 81 mil metros de rede coletora de esgoto, obras que já foram executadas.

O diretor-presidente da Águas de Campo Verde, Julio Moreira, ressalta a importância do serviço para a saúde da população e reforça o compromisso da concessionária em contribuir com o crescimento e desenvolvimento sustentável da cidade. “A construção da ETE é mais um passo importante para elevarmos o índice de saneamento básico no município. É uma obra de grande porte, com equipamentos de última geração e que vai refletir diretamente na qualidade de vida da população, que ganha com melhores condições sanitárias e ambientais. O serviço representa também uma oportunidade para modernizar a infraestrutura local, contribuindo para a valorização dos imóveis”.

O prefeito Fábio Schroeter destacou a importância de se implantar o serviço de tratamento de coleta e tratamento de esgoto no município. “Essa obra da estação de tratamento vai proporcionar muito mais qualidade de vida aos moradores, uma vez que, com a coleta e a destinação correta dos efluentes, teremos mais saúde e um meio ambiente muito mais preservado”. Fábio destacou também o comprometimento da concessionária em cumprir o que foi determinado no Termo de Ajustamento de Conduta, e realizar os investimentos necessários para que a obra possa ser construída.

Para mais informações sobre os trabalhos, projetos e ações desenvolvidas pela Águas de Campo Verde, acesse www.aguasdecampoverde.com.br

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.