O ataque foi em frente a uma sorveteria - Foto: Reprodução/GloboNews
O ataque foi em frente a uma sorveteria – Foto: Reprodução/GloboNews

Dois carros-bomba mataram pelo menos 28 pessoas e deixaram dezenas de feridos em Bagdá, na madrugada desta terça-feira (30), em ruas lotadas de pessoas que se preparavam para o jejum do Ramadã, disseram fontes de segurança.

O atentado foi cometido em frente a uma popular sorveteria no bairro Karrada. Durante essa época, quando só quebram o jejum depois do anoitecer, é comum que os muçulmanos fiquem na rua até mais tarde.

O grupo terrorista (EI), assumiu a autoria do ataque. A agência de propaganda extremista Amaq, indicou que o ataque teve como alvo “uma reunião de xiitas”.
Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o impacto devastador da explosão próxima à sorveteria Al-Faqma, que ficou rodeada de escombros.

Leia também:  Ex-gerente de campanha de Trump se entrega ao FBI

Segundo informações da CNN, uma segunda explosão de um carro estacionado perto de um escritório do governo, também em Bagdá, deixou mais um morto e seis feridos. Ainda de acordo com a emissora, o EI também assumiu a autoria deste segundo atentado.
Karrada foi alvo de uma explosão de um enorme caminhão-bomba em julho de 2016 que matou ao menos 324 pessoas, no pior ataque no Iraque desde a invasão ao país liderada pelos Estados Unidos em 2003.

Brett McGurk, enviado da coalizão liderada pelos EUA, condenou o ataque e manifestou sua solidariedade com o Iraque.
“Esta noite, os terroristas do EI atacaram famílias e crianças que aproveitavam o tempo juntos, tomando sorvete ao ar livre. Continuamos apoiando o Iraque contra o mal”, disse McGurk no Twitter.

Leia também:  Fábrica de fogos de artifício explode e deixa dezenas de mortos e feridos na Indonésia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.