O Brasil é realmente o país do impensável e do inimaginável, pois diante de tantas crises financeiras e políticas ainda existem prefeitos que não conseguem ouvir o clamor da população por melhores condições de educação e saúde.

O mais recente destempero dos prefeitos do estado, através da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) é tentar impedir que o governo do estado utilize parte do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) para saldar as dívidas da Secretária Estadual de Saúde (SES).

Com os atrasos constantes no repasse de recursos para os municípios e Hospitais Regionais, o governo Taques, decidiu se utilizar do Fethab para regularizar a situação na pasta. Mas a AMM é contra a utilização, assim como os grandes produtores rurais, que só pensam na manutenção de estradas, para continuar a faturar alto.

Leia também:  Ferraz deve fazer nova reportagem sobre grampos

Prefeitos e os “homens” do agronegócio, que tem os melhores planos de saúde, estão pouco se importando com a vida de milhares de trabalhadores, que certamente seriam melhores atendidos se parte do Fethab fosse utilizado na saúde.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.