Onze aviões enviados por países vizinhos são utilizados no esforço de conter as chamas - Foto: Rafael Marchante/ Reuters
Onze aviões enviados por países vizinhos são utilizados no esforço de conter as chamas – Foto: Rafael Marchante/ Reuters

Um dos aviões que atuam no combate ao incêndio que tem devastado a região central de Portugal caiu nesta terça-feira (20), de acordo com a Reuters. Onze aviões enviados por países vizinhos são utilizados no esforço de conter as chamas, que começaram.

Os canais portugueses SIC e TVI disseram que a aeronave da Canadair caiu perto de Pedrógão Grande, onde as chamas começaram no sábado (17). Quase 2 mil bombeiros estão mobilizados em 80 frentes.
O número de mortos no incêndio avançou para 64 e o de feridos foi revisado para a 157. Sete pessoas em estado grave, incluindo uma criança.

As elevadas temperaturas e os fortes ventos fizeram que o incêndio avançasse nesta terça na direção da cidade de Góis, onde a situação é considerada preocupante.
As aldeias Velha, de Candosa e de Carvalhal do Sapo precisaram ser esvaziadas por precaução, mas alguns moradores se recusaram a deixar suas casas, de acordo com o “Diário de Notícias”. As autoridades também retiraram 56 pessoas de um lar de idosos em Cabreira.

Leia também:  Parentes dos 44 tripulantes desaparecidos se manifestam em busca de respostas

Nesta manhã, colunas de fumaça são observadas nas colinas próximas de Pedrógão Grande e alguns focos de incêndio ainda estavam ativos. O Diário de Notícias diz que 70% do fogo já está dominado, mas os 30% restante ainda preocupam as autoridades.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.