Detentos produzem pão para doar a pernambucanos desabrigados - Divulgação/Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco
Detentos produzem pão para doar a pernambucanos desabrigados – Divulgação/Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco

Pernambuco – Detentos dos presídios estaduais de Pernambuco começaram a produzir, nesta quinta-feira, pães franceses para distribuição aos desabrigados atingidos pelas fortes chuvas e enchentes no estado.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, os alimentos serão produzidos por cerca de 35 presidiários que já atuam nas cozinhas das unidades prisionais de Curado, em Recife, do Centro Regional do Agreste (CRA), em Canhotinho, do Presídio Romildo da Rocha Leão, em Palmares e do Presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru. Os pães serão enviados a dez municípios do Agreste e da Zona da Mata Sul do Estado, de acordo com a necessidade definida pela Defesa Civil.

Leia também:  Estudantes de escola paulista recebem aula de ioga para aliviar tensão pré-vestibular

Para os detentos que participam da iniciativa, o trabalho na cozinha, dessa vez, é especial. “A gente faz isso todo dia, mas agora é com mais amor ainda porque a gente está ajudando a quem precisa”, contou Emerson Francisco da Silva, de 20 anos, que há três meses trabalha na padaria do Complexo Prisional do Curado, na capital pernambucana.

Situação de emergência em 24 municípios de PE

Desde as fortes chuvas do último fim de semana, Pernambuco tem 46.131 pessoas fora de suas residências, sendo 4.363 em prédios e abrigos públicos. As tempestades e inundações também causaram cinco mortes e afetaram o sistema de abastecimento de água do estado. Ao todo são 31 municípios prejudicados, dos quais 24 em situação de emergência.

Leia também:  Pedreiro morre por falta de atendimento de servidores do Samu

Alagoas também sofre

No estado vizinho de Alagoas, oito pessoas morreram e uma está desaparecida. Um total de 39.150 pessoas perderam seus pertences e residências em 31 municípios, dos quais 27 em emergência. O governo federal anunciou suporte logístico e um aporte de R$ 30 milhões para o dois estados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.