Imagem: Multa Detran
Foto: Reprodução

Números do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso -Detran/MT apontam aumento no números de multas expedidas e infrações registradas no primeiro semestre deste ano, se comparado ao mesmo período de 2016. Dados atuais contabilizam 63.042 infrações.

No ano passado, entre janeiro e junho, foram registradas bem menos; 41.236 infrações, sendo 21.806 a mais em um ano. O número representa aumento de 53% na quantidade de multas emitidas.

Dentre as ocorrências, detalha o Detran, estão a não utilização do cinto de segurança, ato de dirigir falando no telefone celular e documentação em situação irregular. “Os números refletem a intensificação da fiscalização de trânsito, por meio de barreiras policiais e também da melhoria no uso da tecnologia, com o investimento e implantação de mais aparelhos de talonário eletrônico”, diz Felipe Santiago, gestor da Unidade de Fiscalização do Detran/MT.

Leia também:  Estado arrecada quase R$ 5 milhões de impostos para transporte de madeira

Não é apenas o Detran que tem esse papel fiscalizador no Estado. As multas de competência municipal são aplicadas pelas Secretarias Municipais de Trânsito. As multas de competência rodoviária são aplicadas pela Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Este ano, o Detran também julgou cerca de 3 mil processos na Gerência de Defesa de Autuação e na Junta Administrativa de Recurso de Infração (Jari) de condutores que entraram com recursos de multas.

Recurso

Para entrar com o recurso de multa no órgão, o primeiro passo é identificar se o órgão autuador é o Detran, pois cada órgão em sua própria Jari.

Leia também:  Não se esqueça | Horário de verão começa neste domingo, em 10 estados brasileiros

Em seguida, o proprietário ou condutor autuado deve apresentar cópia da notificação da infração, cópia do CPF e RG, bem como formulário apresentando os motivos do recurso e o máximo de provas que viabilizem o cancelamento da infração.

Para finalizar, é necessário protocolizar o recurso no Protocolo Geral do Detran. Com o número do protocolo é possível verificar o andamento do processo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.