Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada, senhores leitores, muito obrigado por estarem aqui de novo, os senhores são importantes para nós.

Estou muito impressionado pela falta de prática que nós, os brasileiros temos, aqui no Brasil todo problema parece insolúvel, o nosso desejo de agir é muito baixo, qualquer problema que se apresenta na nossa vida parece não ter solução, ou para solucionar teremos que passar por uma guerra.

Hoje buscarei dividir com os senhores uma parte ampla não específica, mas certeira sobre resolver problemas de forma prática, sem que os problemas da vida lhe drenem suas energias.

O Brasil foi feito para não dar certo, tudo aqui foi feito para causar dificuldade, devido a nossa forte cultura portuguesa, misturada com a administração católica que a época não via com bons olhos o enriquecimento material dos cidadãos, a riqueza aqui é dificultada pelo governo ao máximo.

Leia também:  Quem paga os estragos da chuva? | Entendendo Direito

Para dificultar o enriquecimento do cidadão, o governo trava a vida com uma seção interminável de exigências de papeis, de carimbos, de vistorias, de impostos, tudo para desestimular as pessoas de agirem.

Como exemplo vou lhes contar o que aconteceu com o Dr. Alan Rocha, um dos advogados mais sagazes de Rondonópolis, da nova geração, talvez seja, um dos três mais poderosos.

Tentando resolver os problemas de documentação referente a renovação da sua Carteira Nacional de Habilitação, ele ficou três dias “dentro” do Detran “correndo atrás do rabo”, enfrentando forte burocracia, ficando estressado e impressionado como nada aqui no Brasil funciona.

Para que eu não passasse o mesmo aborrecimento o doutor que falei acima, já me disse como resolver a questão: “ não faça sozinho, pague um despachante, sai muito mais barato”.

E isso que vou explicar para os senhores, na prática pequenos atalhos para a resolução de seus problemas, de forma simples, usando o Direito como base das relações entre os cidadãos e o Estado.

  1. Todo o poder no Brasil é baseado em uma hierarquia, aqui só existem três pessoas que não tem ninguém maior que eles, o presidente da República, a presidente do STF e o procurador geral, se alguém lhe maltratar fique tranquilo pegue o nome da pessoa e reclame para o superior dele, se este não resolver reclame para o superior deste último, assim até chegar a um desses três maiorais que lhe falei.
  2. Sempre registre sua transação e sua vida, é muito importante poder provar alguma coisa, ao fazer registros busque ser específicos, sem ser paranoico, se é uma batida de carro (muito comum em Rondonópolis), registre através de foto e vídeo, os dois carros, as ruas, o outro motorista etc.
  3. Pergunte sempre a um profissional com experiência, sobre o seu caso, a maioria não cobra, compare a opinião de profissionais e tome sua decisão com cuidado e reflexão.
  4. Faça contrato de tudo, o contrato impede que as pessoas briguem, palavras o tempo leva, qualquer um pode fazer um contrato, pode ser feito até em papel de pão, coloque o nome da pessoa, seu RG seu CPF, qual é o objetivo do negócio, coloque seus dados, assine, peça para duas testemunhas assinarem, pronto.
  5. Fale com os mais velhos, pessoas comuns que já passaram pelo que você vai passar ou quer passar, tem que ser pessoas mais velhas que você, não um ou dois anos, pessoas que tenham realmente experiência de vida.
  6. Nunca faça um negócio de mais de 20 salários mínimos sem o auxílio de um advogado.
  7. Sempre que possível conte com a ajuda de um contador para organizar seus negócios, não faça você mesmo suas declarações de imposto de renda, contrato um profissional, sai mais barato.
Leia também:  "Barraco” será resolvido na delegacia | Entendendo Direito
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.