Foi graças a um flash que o fotógrafo Ney Costa, de 50 anos, escapou de ser atacado por um touro durante um rodeio na 9ª Festa do Peão, em Porangaba (SP). Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que o animal foge do brete – área de contenção – e vai em direção do profissional. Porém, o touro se assusta com o flash disparado pela máquina fotográfica e foge.

Em entrevista ao G1, Ney contou que o fato aconteceu na última quinta-feira (1º), primeiro dia do evento. Ele, que é morador de Botucatu (SP) e faz fotos de rodeios há mais de 20 anos pelo estado de São Paulo, afirma que não viu quando o animal escapou.
“Eu estava focado para registar o outro touro que estava com o caubói, quando apertei para fotografar. Mas não imaginava que, o momento em que ia fazer a foto, ia vir um touro na minha frente. E mais, que o flash, de apenas um segundo, ia salvar minha vida.

Leia também:  Homem agride filho de 5 anos com socos e chutes por fazer xixi na cama

Eu realmente fui salvo pelo flash e nasci de novo. Na hora eu não vi a cena. Eu vi que muita gente começou a gritar, mas na hora pensei que fosse por causa do caubói. Quando terminei de tirar a foto, vi o touro ao lado e foi aí que corri”, conta.

O fotógrafo diz que ficou impressionado quando viu a filmagem que mostra o touro em sua frente. “Eu realmente não vi ele na minha frente. Tanto que a foto saiu apenas a orelha dele e um clarão. Foi tudo muito rápido. Quando saí do local, muitos me mandaram mensagem perguntando como estava. O meu amigo, que estava narrando, disse que ficou sem reação ao ver o animal perto de mim.

Leia também:  Chega a 10 o número de mortes em tragédia em creche de Janaúba

Eu fui ver as imagens e fiquei impressionado. Que susto. Eu poderia ter morrido. Graças a Deus não aconteceu nada”, ressalta.
Ney conta que o trinco do brete onde o animal estava cedeu e, por isso, ele acabou escapando. “Ele saiu do local, foi para cima de mim e depois correu pela arena. Conseguiram pegá-lo e ninguém se feriu. Ainda bem.”
Para o fotógrafo, o fato não fará com que ele deixe de fotografar rodeios. “Já passei por situações que tive que correr de boi, sair da arena, mas nunca de ter um animal perto de mim e ter sido salvo por um flash. Isso assusta, claro, mas não é motivo para deixar de ser fotógrafo de rodeio. MInha família fica bem assustada, mas eu falo que isso acontece. E essa vai ser mais uma história para contar. Ainda bem que com um final feliz”, ressalta.

Leia também:  Ex-marido foge após esfaquear grávida durante discussão em São Paulo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.