O suspeito, Lucas Udeigli Costa Bastos, de 27 anos, confessou ser o autor de um crime de homicídio com ocultação de cadáver ocorrido no município de Barra do Bugres (a aproximadamente 410 km de Rondonópolis), foi preso pela Polícia Civil na manhã de ontem (07).  O corpo foi encontrado enterrado no sítio do suspeito.

Lucas estava com o mandado de prisão preventiva decretado pela comarca local. A ordem de prisão foi cumprida pelos policias Delegacia de Barra do Bugres, com apoio da equipe de Nova Olímpia (a aproximadamente 420 km de Rondonópolis).

As diligências iniciam no domingo (04), após os investigadores de polícia receberem informações referente a morte de uma pessoa no Assentamento Campo Verde, zona rural do município.

Leia também:  Oito criminosos são presos por roubos com violência em residências

No local, em contato com os moradores, ninguém disse ter presenciado tais fatos e nenhum corpo não foi localizado. No entanto, as investigações prosseguiram e na última terça-feira (06), os policiais civis de Barra do Bugres, com apoio da equipe de Nova Olímpia, localizaram testemunhas do homicídio.

Com base em depoimentos, os investigadores conseguiram localizar um corpo do sexo masculino, enterrado em uma região de mata no Assentamento Campo Verde. A vítima apresentava ferimentos causados por disparos de arma de fogo.

O homem era conhecido na localidade pelo apelido de “Zé”, tinha aproximadamente 50 anos de idade, e sua identificação completa ainda é levantada.

Mediante a indícios e provas, o suspeito Lucas foi identificado como o autor do crime. Ele teve a prisão preventiva representada pelo delegado de polícia João Paulo Praisner, que foi deferida pela Justiça.

Leia também:  É preso o traficante que trabalhava em sistema "delivery"

Durante interrogatório na Polícia Civil, Lucas confessou que ingerindo bebida alcoólica acompanhado de Zé, e após uma discussão efetuou um disparo de arma de fogo no tórax da vítima. Lucas contou ainda que ao perceber que a vítima ainda estava viva, municiou a espingarda e efetuou mais um tiro contra a cabeça. Depois ele arrastou o corpo para o próprio sítio e lá o enterrou. Conforme ele, o fato ocorreu no dia 30 de maio.

O delegado de polícia João Paulo Praisner destacou o empenho e dedicação da equipe de policiais civis, pelo rápido esclarecimento do homicídio e a localização do corpo.

“A apuração dos fatos somente foi possível em razão do brilhante trabalho integrado entre as equipes de Barra do Bugres e de Nova Olímpia”, parabenizou Praisner.

Leia também:  Em MT, homem é detido com mandado totalizando mais de 10 anos de prisão
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.