Imagem: roubo casacambio 346
Foto: Reprodução

O soldado da Polícia Militar Leandro Almeida de Souza foi absolvido por unanimidade, nessa sexta-feira (9), pelas mortes de duas pessoas dentro de uma casa de câmbio, em Cuiabá. Em fevereiro de 2014, ao tentar impedir um assalto, ele acabou atirando em um colega policial e em uma funcionária do local.

O julgamento foi realizado na Vara Militar da capital. O promotor de Justiça Militar defendeu a absolvição do acusado por duplo homicídio culposo. Os cinco juízes militares que julgavam a ação decidiram absolver Souza com base no argumento de que existiu circunstância que excluiu a culpabilidade do soldado.

O caso

A tentativa de assalto que terminou em duas mortes ocorreu na tarde do dia 24 de fevereiro de 2014, numa casa de câmbio localizada na avenida Getúlio Vargas, no centro de Cuiabá. O mecânico Edilson Pedroso entrou no estabelecimento com a intenção de cometer um assalto, mas antes de anunciar o roubo, um dos dois policiais militares que estavam na empresa reagiu e atirou.

Leia também:  Sinop | Polícia Civil prende pai acusado de estuprar a filha deficiente

Os disparos feitos pelo soldado Leandro Souza, porém, acabaram atingindo o policial militar Danilo César Fernandes Rodrigues, de 27 anos, e Karina Fernandes Gomes, de 19, funcionária da casa de câmbio.

Os dois policiais haviam ido ao local para beber água, segundo Souza. O mecânico foi preso, confessou o crime e foi condenado a 13 anos de prisão. Ele tem outras três condenações por roubo e atualmente está no regime semiaberto, com uso de tornozeleira eletrônica.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.