O mês de maio registrou outra grande quantidade embarcada de soja por Mato Grosso, de 3,26 milhões de toneladas. E o grande volume já exportado de janeiro a maio deste ano, de 11,46 milhões de toneladas, vem denotando maior distribuição nos envios do produto entre os portos dos arcos norte e sul do país.  As informações são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Ao ser analisado os últimos cinco anos, percebe-se que até 2014, antes do início das atividades no porto de Barcarena (PA), a participação dos portos do arco norte ficava abaixo de 20%. Já em 2017, essa representatividade saltou para 40%, com o porto de Barcarena já apresentando a segunda maior participação nos envios de soja mato-grossense, de 16%, ficando atrás apenas de Santos (SP), com share de 52% nos envios do grão do Estado.

Leia também:  Mais de 300 cirurgias são realizadas no segundo dia de Caravana

Os embarques aos porto do norte do país auxilia, o escoamento de boa parte da produção de Mato Grosso. E os investimentos que vem sendo realizados na logística tendem a ampliar a absorção do arco norte nas exportações de MT.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.