Casal tinha uma conta no YouTube e fez o vídeo para conseguir mais seguidores - Foto: YouTube
Casal tinha uma conta no YouTube e fez o vídeo para conseguir mais seguidores – Foto: YouTube

Uma mulher foi acusada de homicídio por ter atirado em seu namorado em Minnesota (EUA) em uma “brincadeira nas redes sociais que deu errado”.
Monalisa Perez, de 19 anos, foi detida depois de atirar contra Pedro Ruiz enquanto ele segurava um livro contra o peito, acreditando que o objeto impediria a passagem da bala.

Autoridades dizem que Ruiz, de 22 anos, morreu em consequência do tiro no peito.
A filha de três anos do casal e cerca de 30 pessoas assistiram à cena, transmitida pelo YouTube Live, o serviço de streaming em tempo real da plataforma.
Claudia Ruiz, tia de Ruiz, disse ao canal WDAY-TV que seu sobrinho lhe disse que eles fariam a brincadeira “porque queriam mais seguidores, queriam ficar famosos”.

Leia também:  Um mês após furacão Maria regiões atingidas permanecem sem energia

“Ele me contou a ideia e eu disse ‘não faça isso, não faça isso. Por que você vai usar uma arma? Por quê?”, disse Claudia Ruiz ao canal de notícias.
“Eles estavam apaixonados, eles se amavam”, disse. “Foi apenas uma brincadeira que deu errado”.

Perez, que está grávida do segundo filho do casal, é acusada de homicídio culposo. Ela deve comparecer à Justiça na quarta-feira.
O procurador James Brue descreveu o livro usado na “brincadeira” como uma enciclopédia de capa dura e disse que a arma usada era uma pistola Desert Eagle de calibre 50.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.