Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT
Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT

Um policial civil matou os sogros e depois tirou a própria vida em uma casa no Fonseca, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, na manhã desta quinta-feira. O agente mantinha na residência em cárcere privado, além das vítimas, a ex-mulher e a filha, que teria 4 anos.

Segundo informações do serviço reservado do 12º BPM (Niterói), policiais do batalhão faziam um cerco na casa na Rua Airosa Galvão após receber a informação de cárcere e o agente atirou contra os PMs. Disparos foram ouvidos, em seguida, a mulher e a criança saíram do local. Quando os militares entraram no local, encontraram o agente e os pais mortos.

A ex-mulher foi agredida por coronhadas pelo policial, que tinha uma pistola e um revólver calibre 38 em seu poder. A menina não foi ferida. As causas do crime ainda são desconhecidas. A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) foi acionada e está investigando o caso.

Leia também:  Médico se irrita e agride paciente que aguardava atendimento com chutes na cabeça
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.