A Prefeitura de Rondonópolis esclareceu publicamente informações divulgadas em matéria publicada nesta quarta-feira (07), citando o Carnaval de 2017, o Rondonfolia, para que a população fique ciente de todos os trâmites, que já foram analisados pela justiça e se encontra regular em todos os aspectos.

Sendo que um dos pontos citados na matéria se trata da licitação para a realização do evento onde a empresa Gileno Gomes de Almeida ME ganhou o direito de explorá-lo economicamente e, também a obrigação de realizar todo os pagamentos como as bandas musicais.

No entanto, talvez como não conseguiu o lucro almejado acabou não honrando os contratos. Apesar disso, a Prefeitura informa que os fiscais de contrato vêm analisando todas as cláusulas do acordo para todas as providencias cabíveis.

A Prefeitura de Rondonópolis realizou todas as contratações devidamente, realizando pregões para regularizar os serviços prestados respeitando a municipalidade. Todos os processos foram devidamente publicados mostrando transparência e responsabilidade.

Quem tiver dúvidas sobre os processos realizados em prol da realização do Carnaval, podem solicitar a documentação, afinal são públicas e estão à disposição da população, mediante requerimento prévio solicitando análise na Secretaria de Administração.

Leia também:  Preço do aluguel cai nos últimos meses em Rondonópolis| TV Agora

EMPRESA

Foi realizado processo licitatório, pregão presencial 01/2017 com o objetivo de cessão onerosa à pessoa jurídica de uso de bens públicos para fins comerciais, destinado à exploração comercial da festa Rondonfolia.

A cessão conforme documento determinou que empresa vencedora do certame ficaria responsável pela realização da festa, com locação de estrutura para montagem e comercialização de camarotes, tendas, áreas especiais, gerador para iluminação, extintores, placas de sinalização, projeto técnico, bandas, divulgação e produção do evento. Ainda estaria a seu cargo à exploração da praça de alimentação com bares, patrocínio entre outros.

PAGAMENTO DE BANDAS LOCAIS
No caso das 10 bandas locais e duas nacionais que se apresentaram no Carnaval, conforme citado acima, o pagamento era de responsabilidade da empresa ganhadora da licitação.

TRIOS ELÉTRICOS
O processo para a contratação dos trios elétricos se deu a partir do pregão presencial 02/2017 no qual ficou estabelecido que seriam contratados dois trios para animar a festa. Ambos foram pagos pela Prefeitura de Rondonópolis, fato comprovado através de contrato 23 e 24/2007 do dia 22 de fevereiro de 2017.

Leia também:  Morre aos 71 anos o Doutor Elmo Bertinetti em Rondonópolis

LICITAÇÃO DE SEGURANÇA
Para a segurança do Carnaval, foi feita licitação na modalidade pregão presencial 003/2017, que foi cancelado devido impugnação, no qual solicitava que as empresas de segurança teriam que ter autorização para funcionamento pelo departamento da Polícia Federal na atividade de vigilância patrimonial (lei 7.102 de 20.06.1983 decreto 89.056 de 24.11.1983 e portaria 387/2006 DPF/MJ de 28.08.2006).  Sendo assim, as empresas que compareceram para o certame não cumpriam essa exigência, e a assim foi cancelado. A Prefeitura então contratou o serviço da Polícia Militar e Civil através do Gabinete de Segurança Pública (GASP).

CONTRATOS PRÉVIOS
Todos os contratos foram assinados na data do dia 22 de fevereiro, data posterior ao processo de licitação que ocorreu no dia 21 de fevereiro, divulgada no diário do oficial do município de Rondonópolis (DIORONDON- n° 3893), no diário oficial do Estado de Mato Grosso (DOE – n° 26956) e no jornal de circulação local e estadual Diário de Cuiabá, além de que publicado no site oficial do município.

Leia também:  2º Fórum do SIRRACS acontece em Rondonópolis

ALVARÁ
Como houve licitação para exploração da área para a realização do Carnaval, o alvará foi expedido em nome da Prefeitura, pois os organizadores entenderam que como a área era municipal o documento deveria ser em seu próprio nome.

LICITAÇÃO DA MÍDIA
A Prefeitura de Rondonópolis, foi a principal apoiadora da festa do Carnaval, portanto escolheu divulgar a festa, sem evidenciar empresas privadas, apenas levando ao conhecimento da população o evento que era aberto ao público.

INTERMEDIÁRIO
O prefeito Zé Carlos do Pátio não tem intermediários ou interlocutores que falem por ele sobre os eventos e decisões da prefeitura. Portanto todas as colocações nestes sentidos à respeito do Carnaval são infundadas, devendo ser descartadas por não serem oficiais.

UBALDO

O vice-prefeito de Rondonópolis, Ubaldo Barros informa que participou até o dia 05 de janeiro dos assuntos referentes ao carnaval, quando entregou projeto ao Prefeito.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.