Quinze pessoas acusadas de integrar uma organização criminosa, investigada em crimes de roubos de veículos e tráfico de drogas, em de Pontes e Lacerda (a aproximadamente 660 km de Rondonópolis) na fronteira de Mato Grosso, foram presas durante a primeira e segunda fase da operação “Furto Vitae”, da Polícia Judiciária Civil.

No último sábado (03), Policiais da Delegacia de Polícia e a Gerência de Operações Especiais (GOE), em continuidade as investigações, cumpriram nove mandados de busca e apreensão e quatro de prisão preventiva.

Os suspeitos Wederson Aguiares Rodrigues, Edson Rodrigues, Valdeir Morales Marques, e Shirlei da Silva Aguiares, tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos e também foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições e associação criminosa, por terem sido encontrados com duas armas de fogo, munições e drogas.

Leia também:  Acusados de matar jovem em padaria são absolvidos

Durante os meses da investigação, iniciada no final de 2016, também foram presos: Maxsuel Aguiares Rodrigues, Carlos Elias Martins Carvalho, Rafael dos Santos Coron, Hemerson Lopes Machado, Renato Igor Pereira dos Santos, Bruno Souza Silva, Tiago da Silva Souza, Fernanda Tenório Marques, Leonardo Carmo de Carvalho, Eneias Soares Lins de Souza e Nilson Peo da Silva Junior.

Todos os 15 membros estão indiciados em crimes de roubos, receptação, posse de arma de fogo, tráfico e associação ao tráfico de drogas.

Durante a investigação, a Polícia Civil conseguiu identificar que os suspeitos tinham como alvo a subtração de motocicletas, posteriormente, usadas como meio para cometer outros roubos, principalmente, de caminhonetes com destino à Bolívia e lá trocadas por droga.

Leia também:  Carga de embalagens cai de carreta ao passar pela ponte

A primeira fase na operação aconteceu no dia 22 de maio de 2017, quando dois membros da organização foram presos e também apreendidos drogas, armas de fogo, usadas nos assaltos, além de uma motocicleta.

As investigações continuam para localizar e prender outros possíveis membros do grupo criminoso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.