O vereador e presidente da Câmara de Rondonópolis, Rodrigo da Zaeli (PSDB), teceu duras críticas à administração municipal por conta do que classifica como desserviço no trânsito. Segundo ele, o sincronismo não acontece há mais de sessenta dias, o que tem trazido problemas aos condutores da cidade. A justificativa da administração é de que uma auditoria está sendo feita para identificar os serviços prestados e se há a possibilidade de uma redução de valores por conta da empresa.

“Se querem fazer auditorias para verificar se há ou não irregularidades, que faça! Mas não prejudique a população. Devolva à Setrat a responsabilidade pelos serviços, sincronize estes semáforos, os coloquem para funcionar. A secretaria de trânsito é fundamental para a cidade, e esta está sofrendo com o descaso da administração”, disse.

Leia também:  Ala do DEM projeta Sachetti ao senado

Ele disse ainda que não há servidor lotado no setor que analisa os recursos de infrações de trânsito antes do julgamento, causando demora e acumulo de papéis na secretaria. “Não têm mais espaço para colocar papéis por lá. As pessoas precisam de suas respostas e estas não são possíveis porque os documentos aguardam a análise de um profissional. Situação complicada”.

CONTRATO

A revitalização do sistema semafórico foi entregue em junho de 2016, pela administração anterior, e este está programado para controlar a região central. As controladoras foram instaladas na Rua Rio Branco e Rua Arnaldo Estevão. As mudanças aconteceram nos aparelhos instalados nas vias que compreendem da Rua Fernando Correa da Costa à Rua Dom Pedro II e Avenida Dom Wunibaldo à Avenida Frei Servácio.

Leia também:  ALMT cobra reativação de sala do Hospital São Benedito

O projeto ainda garante a instalação de aparelhos em 11 novos cruzamentos e a instalação de laços virtuais em alguns deles. Isso tornou possível regular o fluxo de tráfego nas vias, mudando o sincronismo em tempo real conforme a necessidade apresentada. Todo o sistema foi interligado e integrado a uma central informatizada que possibilitou toda a supervisão dos equipamentos de forma on-line. A empresa Telvent Brasil Ltda., de São Paulo (SP), venceu o certame e é responsável pela execução do projeto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.