Imagem: Casa Blanca
Foto: Divulgação Hottel Casablanca

Os cuiabanos do Hottel Casablanca, uma das atrações da Terceira Edição do Cerrado Fuzz Festival, falam sobre as expectativas de tocar em Rondonópolis, sobre seu EP, recém lançado este ano, sobre a cena musical em Cuiabá e a importância de festivais autorais.

Formada em no início de 2016, a banda tem Nicole Ribeiro (voz e piano), Yuri Missawa (guitarra), Thiago Araújo (contra-baixo) e Marcus Tubarão (bateria). Com uma sonoridade que inclui rock alternativo, rock clássico e música eletrônica, o Hottel Casablanca traz um misto de gêneros musicais.

O EP lançado este ano pela banda é intitulado “Like Monster in a Black Hole” e segundo os integrantes foi gravado em dois dias, contando com a colaboração de muitas pessoas. Conforme a banda, o EP tem uma curiosidade, pois cada faixa tem a assinatura de um produtor diferente. “Quando lançamos nosso primeiro single ‘Not Today’ surgiram propostas de vários produtores, então pensamos em trabalhar com vários. Logo, oferecemos um faixa para cada um mixar, masterizar e assinar”, contam.

Leia também:  Malásia proíbe reprodução de 'Despacito' na rádio e televisão pública

Sobre o trabalho que levou a criação do EP, a banda explica que o processo de composição é feito em conjunto. As letras são de Nicole Ribeiro e os arranjos de toda a banda. Sobre as dificuldades em realizar um trabalho como este, os integrantes dizem que hoje em dia fica difícil até de mensurar. O single da banda, por exemplo, foi uma produção caseira, desta vez, dizem que a palavra ‘independente’ nunca fez tanto sentido.

Sobre a cena autoral de Cuiabá, a banda explica que de uma forma lenta os artistas vêm surgindo, tentando divulgar seus trabalhos, se juntando a bandas já consagradas e os espaços abrindo suas portas. Para eles, uma forma de se inserir no cenário da música autoral na cidade é apresentar um trabalho de qualidade, desde a composição das músicas, gravação dos vídeos, singles, até as apresentações ao vivo.

Leia também:  Próximas 72h são decisivas para o transporte coletivo de Rondonópolis

Para os integrantes de Hottel Casablanca as expectativas de tocar no Cerrado Fuzz são as melhores possíveis. “Acabamos de lançar o nosso primeiro EP e estamos super ansiosos de mostrar o nosso trabalho para a galera de Rondonópolis. Com certeza será um grande evento”, ressaltam. Além disso, para a banda o Cerrado Fuzz traz a oportunidade de dividir o palco com bandas de alto nível.

“Festivais como o Cerrado Fuzz impulsionam o surgimento de novas frentes, aquecem o cenário rock no estado e multiplicam as oportunidades de um modo geral”, concluem.

A Terceira Edição do Cerrado Fuzz Festival acontece no dia 19 de agosto, a partir das 15h, na Chácara Mocó. Sobem ao palco as bandas Necro, de Maceió (AL), Overfuzz, de Goiânia (GO), Hottel Casablanca, de Cuiabá, e Electric Void e Remorse de Rondonópolis.

Leia também:  Vitor Matos e Guilherme | "Conquistamos tudo com o nosso esforço e ainda bem que tem dado certo"

O primeiro lote dos ingressos esta à venda na Micro Center, Casa Rock Bar e Bruno Barbearia com um custo de R$ 20,00. Além de muito som, o local contará com espaço coberto e praça de alimentação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.