Os dois deputados, Fabio Garcia (PSB) e Carlos Bezerra (PMDB), que são representantes de Mato Grosso na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) votaram contra o relatório do deputado federal Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava o prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB), apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) com base nas delações da JBS.

Ao todo foram registrados 40 votos contrários, 25 a favor e uma abstenção. Com esse voto, mais uma vez, Fabio Garcia contrariou a orientação do PSB, já que a orientação da sigla para a bancada era a de se posicionar pela admissibilidade. Na 1ª vez que votou contra o Partido isso custou a presidência estadual do Partido (PSB).

Leia também:  Bezerra “quer” seu nome na lista de grampos ilegais

Já Bezerra seguiu a orientação do PMDB e também votou contra o prosseguimento da denúncia. O posicionamento não surpreende já que o peemedebista faz parte do grupo político de Temer.

Um novo relator, deputado federal Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) foi designado para apresentar um parecer pela não autorização ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar Temer. A decisão final sobre o prosseguimento do julgamento da denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) será tomada pelo plenário da Câmara dos Deputados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.