Imagem: Pelé
Foto: reprodução

No dia 7 de julho de 1957, um jovem de apenas 16 anos foi chamado do banco para substituir Del Vecchio na seleção brasileira na primeira partida da decisão da Copa Rocca contra a Argentina. O jogo era no Maracanã e o Brasil perdia por 1 a 0.

Era a estreia de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, com a camisa da seleção. Ele entrou em campo como um desconhecido ao lado de jogadores como Zito, Luisinho e Bellini, e em 30 minutos balançou as redes.

Pelé fez o gol de empate da partida após uma jogada de Luisinho e Tite. Ficou frente a frente com o goleiro Corrizo e não desperdiçou.

O jogo acabou em derrota, 2 a 1 para a Argentina, com gols de Labruna e Juárez., mas três dias depois, no Pacaembu, Pelé foi titular do Brasil e marcou de novo. Ele e Mazzola construiram o 2 a 0 do segundo confronto contra a Argentina, e a seleção ficou com o título.

Leia também:  AssuRoo | Time de futsal de surdos de Rondonópolis conquista 2° lugar da competição em Campo Grande

Esta primeira aparição foi registrada nas páginas do Estado: “No segundo tempo, surgiu o Brasil com duas alterações. Saiu Mazzola entrando Moacyr em seu pôsto, aliás sem razão alguma, e Del Vecchio cedeu o comando a Pelé. Os argentinos só modificaram o quadro durante o transcorrer do encontro, tirando Rossi, e colocando Guidi, já que Moacyr, Pelé e Luisinho, cansaram o veterano profissional. A defesa dos nacionais falhou nessa etapa, enquanto que a linha melhorava bastante, dominando territorialmente, na maior parte do tempo. E isso possibilitou a Pelé, aos 32 minutos, marcar o ponto de empate”.

De lá para cá, Pelé conquistou o Brasil e o mundo dentro dos gramados. Fez 95 gols pela seleção e foi tricampeão mundial (1958, na Suécia; 1962, no Chile; e 1970, no México).

Leia também:  Sinopense ganha último torneio e cuiabano é campeão de tênis

O reconhecimento foi aumentando década a década: Atleta do Século, Rei do Futebol, condecorado pela Rainha Elizabeth II com a Ordem de Cavaleiro Comandante da Mais Excelente Ordem do Império Britânico, responsável por uma trégua na guerra civil no Congo Belga na década de 1960, autor do tento que deu origem à expressão “gol de placa”, e autor do milésimo gol no Maracanã.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.