Imagem: peixe
Foto: Panelaterapia

1 xícara de torrada processada grosseiramente (torrada dessas industrializadas que a gente compra no mercado para comer com requeijão, manja?). O ideal é usar a torrada tradicional, as versões light ou com fibras ficam secas demais. Se você não tiver processador, coloque em um saquinho e bata com um martelo ou rolo de macarrão. Pode ser usado também pão francês amanhecido ralado no ralador grosso ou processado, desde que esteja bem duro e seco, ou ainda torradas feitas com pão francês, mas não pode deixar torrar demais, tire do forno antes de dourar.

1/2 colher (café) de sal;
4 colheres (sopa) de azeite.

Esta é a base para a crostinha do peixe (dá para 4 filés grandes). Basta misturar bem. Para aromatizá-la, é só acrescentar os ingredientes da sua preferência, eu usei:

Leia também:  Hummm... Macarrão fricassê gratinado

1/3 xícara de cheiro verde;
1 colher (sopa) de alho granulado;
raspas da casca de 1 limão.

Você pode adicionar as ervas de sua preferência, parmesão, pimentas, o que desejar, desde que não solte muito líquido, senão ela não fica crocante.

Feito isso, é só cobrir os filés na parte de cima com a “farofinha” pressionando com as mãos e colocá-los em assadeira bem untada com azeite (eu coloco alumínio e unto por cima dele). Leve os filés ao forno baixo, senão até o peixe chegar no ponto a casquinha queima. Meu forno é fraco, então deixo no 180º. Quando a casquinha estiver bem dourada é só tirar do forno e servir.

Leia também:  Filé de frango recheado com bacon cremoso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.