Menino iraquiano foi sequestrado e transformado em soldado pelos militantes do Estado Islâmico; família luta para levá lo ao Canadá-Foto: BBC
Menino iraquiano foi sequestrado e transformado em soldado pelos militantes do Estado Islâmico; família luta para levá lo ao Canadá-Foto: BBC

Emad Tammo, de 12 anos, ficou três anos detido por integrantes do Estado Islâmico (EI) em Mossul, no Iraque. Ele integra a minoria curda dos yazidi, grupo do norte do Iraque que segue uma religião própria e que sofria perseguição do EI. Assista ao vídeo.
Emad foi separado da família e acabou se tornando um soldado do grupo após uma “lavagem cerebral”. Ele chegou a ser ferido por tiros durante combates do EI.

Sua mãe e quatro irmãos chegaram a ficar presos por dois anos, mas conseguiram escapar e buscaram asilo no Canadá. Eles não tinham ideia do paradeiro de Emad.

Após a retomada de Mossul pelas forças iraquianas, Emad foi encontrado por militares e sua foto foi postada na internet. Ela foi vista pelo tio, que avisou a mãe do menino e agora cuida de Emad em uma localidade perto de Mossul.

Leia também:  Fundador da revista Playboy morre aos 95 anos nos EUA

Agora, Emad se recupera de seus ferimentos, e aguarda a oportunidade para se reunir a seus familiares no Canadá.
No entanto, outros dois irmãos e o pai de Emad continuam desaparecidos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.