Um crime de homicídio foi desvendado pela Polícia Judiciária Civil no município de Araguainha em Mato Grosso. Josemar Alves Sanzione, de 37 anos, foi preso durante investigação para apurar o desaparecimento de Weldison Rodrigues Matos, de 18 anos, no último dia 29 de junho.

No dia do crime, o autor relatou aos policiais que estava em sua casa consumindo bebida alcoólica, quando o jovem de 18 anos chegou para beber também. Tempo depois os dois acabaram se desentendendo e entraram em luta corporal, Josemar matou o jovem a pauladas.

Imagem: IMG 20170705 WA0049
Reprodução: PJC

O suspeito responderá por homicídio doloso qualificado e ocultação de cadáver. A identificação ocorreu em trabalho realizado pelos policiais civis do NIO (Núcleo de Inteligência Operacional) da Delegacia de Alto Araguaia, que localizou corpo da vítima, na tarde de quarta-feira (05).

Leia também:  Passageiro é preso com mais de 13 kg de cocaína escondidos em mala

O corpo estava enterrado no galinheiro de uma casa, na região central de Araguainha, local onde o jovem Weldison Rodrigues Matos foi visto pela última vez.

Imagem: IMG 20170705 WA0052
Reprodução: PJC

Em buscas na residência, os policiais civis perceberam no quintal, próximo ao galinheiro, uma quantidade de terra umedecida e com aparência coloca recentemente no local. Em seguida, foi feita a escavação da área e encontrado, a cerca de 1 metro de profundidade, o corpo do da vítima.

Diante das provas e da materialidade de crime, o morador Josemar foi conduzido até a delegacia de polícia para prestar esclarecimento. O local foi isolado e periciado pela equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

 

 

Durante interrogatório, Josemar contou ao delegado de polícia, Carlos Roberto Moreira de Oliveira, tudo o que ocorreu no dia do crime, dizendo que houve o consumo de bebida alcoólica por parte dele e da vítima e que durante um desentendimento ele matou o jovem.

Leia também:  Carretas batem de frente, pegam fogo e motoristas ficam ilesos na BR-364

Assumindo a autoria do crime, o agressor disse que usou uma faca para abrir o corpo da vítima do peito até o abdômen com a intenção da “terra comer mais rápido e não deixar cheiro ou vestígios”.

Com base nos indícios e provas, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva de Josemar, que será indiciado pelos crimes de homicídio doloso qualificado e ocultação de cadáver.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.