Imagem: JUSTIN BIEBER
Foto: Reprodução / Twitter

As autoridades da China revelaram que fecharam as portas para futuras apresentações do cantor canadense Justin Bieber, por conta do “mau comportamento” do ídolo do pop dentro e fora do país asiático.

“Não é apropriado que entrem no país artistas que tenham tido comportamentos inadequados”, disse o Escritório Municipal de Cultura de Pequim, em um comunicado publicado nesta semana, respondendo ao pedido de um fã para que Bieber pudesse se apresentar na China.

Por enquanto, o país não permitiu que o artista, de 23 anos, atue nos palcos chineses “com o objetivo de regular a ordem das atuações e purificar o ambiente”, acrescentando no documento publicado no site oficial do departamento de cultura.

A nota é finalizada desejando que “Justin Bieber possa melhorar as suas palavras e comportamentos à medida que amadurecer e se transformar em um verdadeiro cantor pop”.

A China vetou a entrada de diversos artistas internacionais no passado, ainda que seja pouco habitual que as autoridades expliquem a razão dos vetos, como fizeram agora com Bieber.

Justin Bieber fez uma turnê na China, em 2013, quando causou certa polêmica ao percorrer a Grande Muralha e tirar fotos sendo levado nas costas por seus seguranças.

No entanto, a maior polêmica de Bieber com a China foi protagonizada no ano seguinte, quando visitou em Tóquio (Japão), o santuário Yasukuni, um lugar impopular em outros países da Ásia Oriental, pois homenageia, entre outros, crimes de guerra na época em que o Exército japonês invadiu o território chinês.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.