Depois da repercussão negativa, principalmente, na imprensa da Capital, o senador José Medeiros (PSD), não descarta em retirar da contabilidade do senado, as notas apresentadas em um restaurante de luxo em Cuiabá e pagar a conta com dinheiro do seu próprio bolso.
A informação foi repassada pela assessoria de Medeiros, ao Blog cuiabano Isso É Noticia, que destacou que a nota fiscal do dia 16 de junho, referente a despesas com o Ditado Popular, bar da capital, no valor de R$ 180,00  já teve a exclusão do sistema solicitada pelo senador.
A assessoria do senador ainda informou que os gastos com o Hotel Skala em Cuiabá na ordem de R$ 1.792,00 referem-se à diversas diárias e que os gastos de R$ 555,17 e R$ 818,89 no restaurante Chopão e Lelis Peixaria respectivamente se referem ao jantar e almoço de recepção da comitiva da embaixada argentina em Cuiabá.

Leia também:  Pé de ouvido

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.