Mina desaba em Gana - Reprodução
Mina desaba em Gana – Reprodução

Ao menos 14 pessoas ficaram desaparecidas e presume-se que estejam mortas depois que uma mina de ouro ilegal onde trabalhavam desmoronou no oeste de Gana, informou a polícia nesta terça-feira (4).

Cinco pessoas escaparam ilesas na antiga cidade mineradora de Prestea, que fica cerca de 200 km ao oeste da capital, Acra.
“Aproximadamente 19 pessoas entraram no buraco e apenas cinco saíram vivas. Já passaram 48 horas agora e a presunção é que as 14 estejam mortas”, disse à Reuters o chefe da polícia local, Atsu Dzineku.

Segundo maior produtor de ouro da África depois da África do Sul, Gana tem lutado para controlar a mineração ilegal, que polui fontes de água e ameaça a produção de cacau, à medida que os mineradores assumem o controle de fazendas do fruto.

Leia também:  Diretor dos filmes 'Rocky' e 'Karate Kid' morre devido a um câncer no pâncreas

O governo do presidente Nana Akufo-Addo, que tomou posse em janeiro, baniu temporariamente a mineração artesanal, em um renovado esforço para reduzir operadores ilegais.

A mineração artesanal é comum no oeste e no centro da África e acidentes são frequentes, principalmente nas temporadas de chuva. Dezenas de mineradores ilegais morreram após ficarem presos em um acidente no centro de Gana há dois anos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.