O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) está tentando manter a neutralidade, com relação ao processo eleitoral do ano que vem, principalmente na disputa das eleições proporcionais. Pátio, por exemplo, tem evitado, ao menos nos bastidores, bancar a candidatura à Estadual, de um dos seus principais apoiadores políticos, o ouvidor agrário nacional, Valdir Corrêa.

O prefeito tem dito ao seu grupo que não há, ao menos no momento, qualquer projeto, ou medida interna para garantir a candidatura a deputado estadual de Corrêa, que é responsável pelo comando na esfera municipal do Solidariedade, partido de ambos.

Pátio, em conversa com os mais próximos afirma que Corrêa ainda não construiu o projeto e que isso tem que ser construído para que ele possa ter a garantia de apoio no futuro.

Leia também:  Acompanhe ao vivo | Câmara vota denúncia contra o presidente Michel Temer

Sem definição de candidato até o momento, Pátio fica livre para receber apoio de diversos parlamentares estaduais, inclusive de um grupo que não tem base eleitoral em Rondonópolis, como é o caso de Janaína Riva (PMDB), que tem garantido apoio ao prefeito.

Pátio também tem mantido uma política de proximidade com Sebastião Machado Rezende (PSC), Gilmar Fabris (PSD) e com Nininho (PSD), que têm eleitorado cativo em Rondonópolis.  Fora isso, os vereadores Thiago Silva (PMDB), Elton Mazetti (PSC) e Rodrigo da Zaeli (PSDB) podem ser candidatos a Estadual e estão dando apoio a Pátio na Câmara.

Nas eleições passadas, o Solidariedade elegeu apenas um deputado que foi o próprio Pátio, que para assumir a Prefeitura de Rondonópolis, renunciou abrindo espaço para o seu suplente Adalto de Freitas Filho, o Daltinho.

Leia também:  Depois de 60 dias de promessa, INSS continua sem peritos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.