Imagem: DSCF6242
Reprodução: GCOM

O governador Pedro Taques esteve neste sábado (29), na cidade de Cocalinho, para a inauguração da ponte que liga a cidade a Aruanã, no estado vizinho de Goiás.

O momento histórico para os dois Estados foi celebrado depois de 18 anos de espera e 12 anos de obras, que só terminaram após o governador Pedro Taques firmar o compromisso de Mato Grosso assumir o encabeçamento da ponte, ao custo de R$ 2 milhões, em um encontro com o governador de Goiás, Marconi Perillo.

A parceria entre os dois estados garantiu que o projeto finalmente ficasse pronto e os R$ 32,5 milhões investidos na ponte de 577 metros, por meio de uma parceria Público Privada (PPP), começassem a fazer diferença na economia dos estados e na vida de quem depende da travessia.

De barco, Marconi e Pedro Taques percorreram o Rio Araguaia sob a ponte, que possui 800 metros de aterro do lado goiano e 350 metros do lado mato-grossense, garantindo segurança contra danos causados pela chuva. Por sua elevação de 50 metros da linha d’água, é possível haver navegação comercial neste trecho do rio durante todo o ano.

Leia também:  MPE quer condenação de ex-secretário e mais 6 por desvios na Educação

“Em 2001 eu vim aqui com o governador Dante de Oliveira quando lançamos esse projeto que começou muito tempo depois. Encontrei outro governador que me ajudou a realizar esse sonho, o governador Pedro Taques. Muito obrigado Pedro, por ter possibilitado a união com Goiás por meio dessa ponte. Foi um sonho que eu lutei por anos e só agora, no final do meu quarto mandato eu pude realizar, por que você comprou essa ideia de que Goiás e Mato Grosso deveriam estar mais próximos. Parabéns pela sua luta e seu trabalho”, disse Perillo durante a inauguração da obra.

Pedro Taques ressalta que com a nova ponte o cidadão mato-grossense no Vale do Araguaia poderá chegar a Goiás e a Brasília economizando cerca de 200 km, da descida até Barra do Garças.

Leia também:  Assistência Social de Alto Taquari dá pontapé inicial em "Campanha do Cobertor"

“Essa ponte significa o desenvolvimento e progresso dessa região. O Vale do Araguaia já foi conhecido como vale dos esquecidos, hoje é o vale da esperança, para mato-grossense e goianos. Quando assumi o governo do Estado, de Querência para cima havia 80 quilômetros de rodovias estaduais pavimentadas, hoje nós temos 160 quilômetros a mais de rodovias pavimentadas. Nós vamos tirar este vale do esquecimento! Nós fizemos em dois anos e de gestão 1800 quilômetros de estradas. Nós precisamos mostrar ao Brasil que o Brasil precisa do Centro-Oeste e isso só é possível com lideranças como você Perillo”, pontuou Taques.

Perillo reiterou a importância do projeto em sua vida e homenageou seu primeiro parceiro no projeto. “Quero aqui sugerir ao amigo Pedro Taques, aos deputados estaduais de Mato Grosso e Goiás, que essa ponte se chame Ponte da Amizade Governador Dante de Oliveira”, reafirmando que encontrou no ex-governador um idealista do projeto, assim como em Pedro Taques. Os governadores ainda sinalizaram o asfaltamento das estradas que ligam a ponte às cidades vizinhas.

Leia também:  Alto Taquari | Controlador Interno é afastado de cargo e pode ser condenado por improbidade administrativa

O secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, pontuou a importância da ponte para o fomento não apenas do agronegócio, mas também do turismo local que vem se destacando com os festivais de praia da região. “Essa ponte vai marcar uma nova era para o Araguaia. É um projeto audacioso e bastante arrojado de engenharia, que tem esse detalhe do vão central bastante alto, prevendo uma futura navegação no Rio Araguaia”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.