O helicóptero Águia da Polícia Militar foi atingido por um projétil de arma de fogo nesta sexta-feira (30), em São Vicente, no litoral de São Paulo. Policiais trocaram tiros com um criminoso, que estava em uma embarcação. Não há informações de feridos.
O tiroteio ocorreu após a equipe do Águia 16 realizar o monitoramento das manifestações organizadas por entidades sindicais em cidades da Baixada Santista no início da manhã.

A aeronave foi atingida quando retornava à base, localizada em Praia Grande (SP).
Os policiais no helicóptero desconfiaram de um homem em um barco que navegava no rio às margens do bairro Humaitá, em São Vicente. Ao realizar o sobrevoo, o suspeito sacou uma arma e disparou contra a aeronave. Houve revide por parte dos policiais.

Leia também:  Homem coloca fogo em residência com família dentro após discussão com a esposa
O tiroteio ocorreu após a equipe do Águia 16 realizar o monitoramento - Foto: Sérgio Andrade/Governo do Estado
O tiroteio ocorreu após a equipe do Águia 16 realizar o monitoramento – Foto: Sérgio Andrade/Governo do Estado

Segundo registros oficiais da polícia, a troca de tiros fez com que o criminoso abandonasse a embarcação e fugisse em meio à mata, próxima ao rio. Policiais em terra foram acionados, mas as buscas realizadas na região não resultaram na localização do atirador.
Em seguida, o Águia pousou em segurança na base de Rádio Patrulha Aérea de Praia Grande. Ao realizar a vistoria na aeronave, os policiais constataram que uma pá do rotor do helicóptero foi danificada por um projétil . O caso foi encaminhado à Polícia Civil para ser investigado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.