Imagem: aids
Um novo autoteste rápido para HIV vem aí (Foto: Alex Silva/SAÚDE é Vital)

Até o final deste mês, o primeiro autoteste rápido para HIV do Brasil deve começar a ser comercializado em todo o país. Batizado como Action, o lançamento foi desenvolvido pela empresa OrangeLife, é destinado ao público em geral e promete identificar a presença dos anticorpos associados ao vírus no organismo em apenas 20 minutos.

O kit custa 70 reais (preço sugerido) e conta com um dispositivo de teste, o líquido reagente, uma lanceta específica para furar dedos, um sachê de álcool e um tubinho para coletar o sangue. Em contato com o líquido vermelho, o reagente promove a formação de linhas no dispositivo, indicando o resultado — a sensibilidade e a efetividade do produto podem chegar a 99,9%.

Vale lembrar que leva até um mês após a exposição ao HIV para que o organismo produza os anticorpos correspondentes. Ou seja, quando o resultado é negativo, o teste deve ser repetido 30 e 120 dias depois. Se for positivo, é recomendado fazer um exame de sangue mais elaborado para confirmação, com acompanhamento profissional. Se for o caso, ele pode dar início ao tratamento assim que possível.

Leia também:  Como fazer crumble de morango e pêssego (sobremesa saudável)

O autoteste é um recurso interessante tanto por questões de praticidade quanto de privacidade. Mas uma coisa é certa: discutir o resultado positivo com um médico segue sendo imprescindível.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.