Boate em Pedro Juan Caballero onde quatro brasileiros foram mortos na madrugada desta segunda feira - Foto: Reprodução G1/ TV Globo
Boate em Pedro Juan Caballero onde quatro brasileiros foram mortos na madrugada desta segunda feira – Foto: Reprodução G1/ TV Globo

Quatro brasileiros morreram em um tiroteio em uma boate em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na madrugada desta segunda-feira (24). A informação foi confirmada pela polícia do país à agência Associated Press.

O incidente aconteceu na madrugada na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul. De acordo com os policiais, dois homens abriram fogo na festa de inauguração de uma boate, chamada After Office.

“As duas vítimas masculinas pertenciam a uma gangue criminosa. Eles eram o alvo dos tiros. Mas outros foram atingidos, incluindo as duas mulheres que morreram e outros que foram hospitalizados”, disse o promotor paraguaio Oscar Samuel Valdez a uma estação de rádio, segundo a agência Reuters.

Leia também:  Avião faz pouso forçado e mata duas pessoas em praia de Portugal

Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, e foram encaminhadas para hospitais da região, tanto no Brasil quanto no Paraguai.

Segundo o oficial Lucio Caballero dois homens e duas mulheres morreram. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas, e seus corpos ainda esperam pelo reconhecimento no necrotério da cidade paraguaia. Um relatório da polícia disse que as mulheres tinham 18 e 24 anos.

Os atiradores fugiram do local. “Ainda não temos dados precisos, mas aparentemente os autores chegaram em um carro na discoteca, fizeram vários disparos e posteriomente fugiram”, detalhou Caballero à Associated Press.

Pedro Juan Caballero é a capital do departamento de Amambay e fica 600 quilômetros ao norte de Assunção. A cidade é separada de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, por apenas por uma rua.
A polícia brasileira e paraguaia estão trabalhando juntamente para resolver o caso, disse um porta-voz da polícia à Reuters por telefone.

Leia também:  Sete crianças morrem e mais de 200 estão hospitalizadas por intoxicação alimentar na Índia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.