Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT
Sirene em viaturas- Foto: arquivo AGORAMT

A Polícia Civil prendeu, segunda-feira à noite, o acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos dentro de um ônibus que fazia a linha 2146D (Castelo-Maricá), no dia 20. O acusado, um engenheiro de produção de 30 anos, foi detido no apartamento onde mora, no Leblon. Ele foi identificado após a análise das câmeras do coletivo e reconhecido pela vítima. Contra ele, havia um mandado de prisão temporária.

A 72ª DP (São Gonçalo) investiga o caso. Em depoimento, a vítima relatou já estar no ônibus frescão, quando o acusado entrou. Havia poucos passageiros. Ela contou que o suspeito sentou ao seu lado e, dizendo estar armado, mandou que fosse para o último banco, onde houve o estupro.

Leia também:  Com facilidade presos são filmados fugindo de Centro de Detenção Provisória do RN

Segundo a vítima, após o homem descer do ônibus, no Fonseca, ela começou a chorar, chamando a atenção dos outros passageiros, que ainda tentaram em vão encontrar o acusado na rua. Depois da análise das câmeras de segurança do veículo, os investigadores pesquisaram os registros dos cartões RioCard usados no coletivo no horário do crime para chegar ao nome do engenheiro.

Segundo a polícia, o suspeito afirmou que estava no ônibus a caminho da casa do pai, em Niterói, onde trabalha como taxista. Ele negou ter tido contato com a garota, mas depois afirmou que foi assediado por ela e que o sexo teria sido consentindo. “Ele é dissimulado, quis inverter os fatos”, disse o delegado Flávio Narcizo.

Leia também:  Ladrões abatem bovinos ao invadirem sítio e fogem com a carne
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.