Imagem: previdência social  inss
Reprodução

Em Mato Grosso, 746 segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tiveram os benefícios de auxílio-doença cancelados, segundo levantamento da instituição. Os motivos vão desde do não comparecimento na perícia médica e aval positivo para retorno ao trabalho. A economia estimada com os cancelamentos no estado é de cerca de R$ 12 milhões.

Previsto em lei, o auxílio-doença estabelece o repasse de dinheiro ao segurado do INSS que, por uma doença ou acidente, fica temporariamente incapaz de trabalhar. Para receber os recursos, a pessoa precisa apresentar laudo médico e passar por revisão.

O pente-fino do governo federal focou naqueles beneficiários que há mais de dois anos não passavam por revisão no INSS, o que é obrigatório.

Dos 746 auxílios-doença cancelados:

  • 505 foram cortados após perícia
  • 202 foram cancelados em razão do não agendamento ou não comparecimento do beneficiário ao exame
  • 39 cancelados com data futura

De acordo com o INSS, os segurados que tiveram o benefício cortado após a perícia foram considerados aptos para voltar ao trabalho. Já aqueles que terão o benefício cancelado com datat futura devem ser aptos para as atividades laborais em até 90 dias.

A orientação do INSS é para que os beneficiários atualizem o endereço para não perder a convocação e compareçam na perícia com laudos médicos atualizados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.