A delegada Karla Cristina Peixoto Ferraz, da delegacia da mulher, relata os detalhes sobre o caso da mãe e crianças mantidas reféns por mais de 30 dias em uma residência, localizada no bairro Jardim Pôr do Sol em Rondonópolis.

O caso veio a público ontem (8), após denúncia anônima realizada na delegacia da mulher na última sexta feira (4). Por cerca de três dias os investigadores realizaram as diligências a fim de confirmar a denúncia, vindo resgatar a mulher e as crianças na manhã de ontem.

Evandro Dionízio da Silva, de 40 anos, é pai das duas crianças e companheiro da vítima de 24 anos. Ele mantinha a mulher e os filhos dentro de uma residência e só lhe fornecia o básico para sobreviver, com o mínimo de higiene, todas as portas da casa só abriam pelo lado de fora e trocava constantemente o número de celular da jovem, a qual só ele sabia.

Leia também:  Falha elétrica é a possível causa do incêndio no frigorífico em Rondonópolis

A mulher que não tem familiares na cidade e é do norte do estado, relatou em depoimento, que por ciúmes da parte de Evandro, era ameaçada constantemente e que na residência tinha um aparelho de televisão e que lavava as roupas dela e dos filhos no banheiro. Ela disse também, que o companheiro levava comida duas vezes ao dia na residência e que ele fazia uso de entorpecentes na frente das crianças e depois seguia para sua outra casa, para sua outra vida.

A delegada relata detalhes sobre este caso, confira:

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.