Thiago Leopoldino Lima Ferreira, de 32 anos e Vanice Xavier Pereira Andrade, de 22 anos, foram presos em flagrante no fim da tarde de hoje (1), acusados por estupro de vulnerável e maus tratos contra as filhas de 2 e 3 anos de idade.

Thiago Leopoldino preso por Suspeita de estupro -Foto : Messias Filho / AGORA MT
Thiago Leopoldino preso por suspeita de estupro -Foto : Messias Filho / AGORA MT

De acordo com os dados do boletim de ocorrência, uma guarnição da PM (Polícia Militar) foi acionada para atender uma solicitação do Conselho Tutelar no bairro Vila Operária, onde as conselheiras relatam estar sofrendo ameaças de um pai que perdeu a guarda das filhas, no último domingo (31) em Rondonópolis.

Segundo o conselho, as duas crianças, de 2 e 3 anos, foram retiradas da guarda da família devido aos indícios de maus tratos, por viverem em local insalubre e sofrerem violência sexual por parte do pai.

Leia também:  Motorista atravessa sinalização durante perseguição policial e joga arma em cima de residência

As irmãs foram entregues a uma casa de abrigo e durante a confecção do boletim de ocorrência, a PJC (Polícia Judiciária Civil) recebeu a informação de que as irmãs passaram pelo atendimento no PSF (Posto de Saúde Familiar) do bairro Jardim Luz da Yara, onde foi constatado pela médica plantonista, o diagnóstico de que a criança de 3 anos tinha o seu hímen rompido, devido a estupro; e a criança de 2 anos com suspeita de abusos sexuais sofridos pelo próprio pai.

As vítimas foram encaminhadas ao IML (Instituto Médico Legal) para exames de corpo e delito e diante dos fatos, Thiago e Vanice foram encaminhados até a 1ª Delegacia de Polícia para as providências cabíveis. A guarda das vítimas está com a casa de abrigo, a vítima de 3 anos foi submetida a análise com um psicólogo, a qual afirma ter sido abusado pelo pai. A mãe das crianças, alegou ter conhecimento dos abusos cometidos pelo suspeito quando estava sob efeito de entorpecentes.

Leia também:  Após briga em bar, homem é assassinado a tiros em Primavera do Leste

Este relato está registrado no boletim de ocorrência de número: 2017.255443

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.